sábado, 13 de junho de 2009

Braco Alemão



Cão com aspecto geral distinto e harmonioso, mede crca de 62 a 64 centímetros. Os exemplares mais altos que este limite podem ter as pernas muito compridas e perder em resistência durante a corrida.
A cabeça deve ser bem desenhada e com crânio largo e plano. A trufa nasal é castanha, não devendo ser despigmentada (rósea); lábios ligeiramente pendentes, olhos escuros, sendo que o amarelo é considerado falha. Orelhas moderadamente longas, com as pontas arredondadas; peito mais comprido do que largo, com costelas arqueadas.
A cauda pode ser cortada em um terço nos países que permitem essa prática, para evitar lesões durante a caça.
Pêlo curto e áspero, com as seguintes colorações: marrom sólido, marrom com pequenas manchas brancas no peito e pernas, branco com máscara marrom, marrom mosqueado e as mesmas marcações em preto. O amarelo é tolerado, em pequena quantidade.
É uma raça adestrável, alegre e muito obediente. Gosta muito de crianças, é inteligente e versátil, prestando-se a diversas utilidades.
Esta variedade de Braco Alemão pode ser tímida; entretanto, isto é normalmente bom com crianças e é afetuoso e leal, o fazendo um ótimo cão de companhia. Estes cães desejam uma interação e tem sido chamado de "cães velcro" frequentemente necessitanto estarem em contato físico com um membro de sua família humana ou muito próximo, algumas vezes quase em baixo dos pés. Ele necessita de muita atividade vigorosa, então não é um animal de estimação para uma casa inativa. A raça geralmente se dá bem com outros cães. Alguns Bracos dão bons cães de guarda, mas outros têm muita boa índole.

Baixote


Baixote é o nome português do Dachshund, nome original da raça alemã, ou Teckel, como lhe chamam os ingleses. Popularmente, o Baixote é conhecido como Salsicha, devido ao comprimento do corpo e talvez cor da pelagem. A linha evolutiva do Baixote consegue ser traçada até ao século XVIII, na Alemanha, quando surge pela primeira vez a palavra “Dachshund”. Em alemão, o nome da raça significa literalmente, “cão texugo”, devido ao papel que desempenhava na caça. Contudo esta designação era aplicada a todos os cães utilizados na caça de texugos. Nesta altura havia já dois tipos de Dachshund: um mais alto, utilizado na caça a texugos e outro mais baixo, utilizado na caça a coelhos. Terá sido a partir da segunda variante que o Baixote terá evoluído.Mas estudos mais recentes atiram o nascimento da raça para tempos mais longínquos. Pinturas da altura do Antigo Egipto representam já cães de pernas curtas e corpo longo. Foi mesmo encontrada a múmia de um destes cães que se assemelha bastante ao Dachshund. Partes de um esqueleto de um cão semelhante ao Baixote foram recuperadas entre os destroços de um navio naufragado, ao largo da Itália, que data do século I a.C.No século XVIII, a raça era já popular entre as mais importantes Casas europeias. Entre os maiores entusiastas desta raça estão o Príncipe Alberto e a Rainha Vitória de Inglaterra.Em 1879, foi redigido na Alemanha o estalão da raça, sendo reconhecida oficialmente no país. Após ter sido um sucesso, quando introduzida nos Estados unidos da América, o Baixote perdeu a popularidade conquistada nos dois lados do Atlântico devido à rivalidade que surgiu entre os diversos países na Primeira Guerra Mundial.Mas a vivacidade e aspecto único do Baixote fizeram com que recuperasse a popularidade mundial. Na Alemanha este cão ainda é utilizado na caça, para desalojar as lebres, as raposas e os texugos das suas tocas. Nos outros países, tornou-se um cão caseiro muito na moda, principalmente em França e nos Estados Unidos da América. É um companheiro inteligente, vivo e muito agradável. Esta raça pode ser também denominada de Zwergteckel.

Welsh Corgi


é um cão herding raça que se diz ter originado em Pembrokeshire, Weles, It is one of two breeds known as Welsh Corgis: the other is the Cardigan Welsh Corgi. É uma das duas raças conhecidas como galês Corrgis: o outro é a Cardigan Welsh Corgi, The Corgi is the smallest dog in the Herdig Group. O Corgi é o menor cãp do herding Grupo Pembroke Welsh Corgis are famed for being the preferred breed of Her Majesty Queen Elizabrth II; she reportedly has five Corgis. Pembroke Welsh Corgis são famosa por ser a raça preferida de Sua Majestade, a Rainh ElizabethII, ela tem cinco Corgis declaradamente. These dogs have been a dog favoured by British royalty for more than seventy years. Estes cães foram um cão favorecido pela realeza britânica por mais de setenta anos.
The Pembroke Welsh Corgi has been ranked at number "11" in Stanley Coren's The Intelligence of Dogs, and is thus considered an excellent working dog. O Welsh Corgi Pembroke, foi classificado no número "11", em Stanley Coren é a inteligência dos cães, e é, assim, considerado um excelente cão de trabalho.

Terra Nova


ão de trabalho de grande porte originário do Canadá.Habituado a baixas temperaturas, adaptou-se bem no continente europeu; sofre mais do que outras raças com o calor, durante o Verão.Muito bem comportado e extremamente simpático com as pessoas, tende a ser demasiado pacífico, quando atacado por outros cães.Cão para toda a família, adora crianças e de brincar com elas e não faz grandes distinções entre os que considera seus donos, sendo por isso muito sociável também na convivência com estranhos.Extremamente inteligente, necessita de sair com os donos e sentir que faz parte da família.Tem tendência a ficar triste quando é deixado sozinho, já que gosta de companhia e carinho das pessoas.Por todos estes motivos, é um cão para quem gosta de companhia permanente.

Cão de Montanha dos Pirenèus


O Cão de Montanha dos Pirenéus (Chien de Montagne des Pirénées) ou Pastor dos Pirenéus é uma raça de cães pertencente ao grupo dos Molossóides tipo montanha, ao lado de raças como o São Bernardo e o Landseer.
Natural dos Pirenéus, é uma raça de grande porte e majestosa, usada tradicionalmente para proteger gado nos pastos (especialmente ovelhas) e como cão de guarda. Não deve ser confundido com o Martim dos Pirenéus , semelhante em nome e características mas que constitui uma raça totalmente distinta.

Irish Wolfhound


O Wolfhound Irlandês ou Irish Wolfhound é um lébreu (que caça pela visão). É uma das maiores raças de cães existente no mundo, sendo a maior, visto que o o dogue alemao não pode ser mais alto. Pode chegar a medir 90 cm e pesar 55 kg.
O nome Wolfhound vem do ingês: wolf: lobo e hound: cão. Ao contrário do cão Lobo Checoslovaco, que tem a aparência de lobo, o nome Wolfhound foi dado à esta raça por causa de sua função: caçar lobos.
Ainda é pouco conhecida no Brasil, e apesar de seu tamanho é dócil,responsável e independente, não muito ideal para lares com crianças, pois pode derrubá-las com seu peso e machucá-las.

Dogo Argentino


A raça foi criada em 1925, quando dois irmãos argentinos decidiram criar um cão para os "jogos" de caça, que se adaptasse bem às condições variadas e irregulares da zona rural argentina.
Eles queriam criar uma raça que superasse o Fighting Dog of Cordoba (raça criada pelo cruzamento do Mastiff, English Bulldog, Bull Terrier e Boxer, hoje extinta).
A idéia era cruzar os cães de Córdoba com outras raças na tentativa de incorporar peso, um bom faro, velocidade, bom instinto de caça e, principalmente, destituir da raça o instinto de briga com outros cães, o que o tornava inapto para os jogos que reuniam vários animais. O cruzamento deveria tornar o cão sociável, podendo viver em liberdade com a família ou solto pela propriedade, mantendo a coragem da raça de origem, mas que pudesse ser usado nos jogos de caça e no controle de animais predadores das criações.